Registro fotográfico digital de alterações de disco óptico ou papila. Fotografias realizadas com luz branca intensa, para registrar forma, contornos, relevo, tamanho coloração e escavação do disco óptico, sendo realizadas, também, fotos com filtro aneritra e cobalto, importantes para avaliação da camada de fibras nervosas, sinais também analisados durante o “check-up” de pacientes portadores de glaucoma.

INDICAÇÕES:

Pode ser solicitada em casos de hipertensão ocular, glaucoma, edema de papila, papiledema, processo inflamatório do nervo óptico (neurite óptica), pseudopapiledema (anomalias como drusas de papila), tumores da cabeça do nervo óptico.
Geralmente, este exame é solicitado para o diagnóstico ou para acompanhar a estabilização, repressão ou evolução das alterações do disco óptico.
A atrofia de papila (secundária a traumatismo, infecção, inflamação, como seqüela de hipertensão intracraniana ou fazendo parte de quadros congênitos de infecção intra-uterina) pode ter indicação do exame de estéreo foto de papila.

RECOMENDAÇÕES:

  • Não há necessidade de Jejum;
  • Dilatação da pupila de ambos os olhos, quando necessária, cursa com embaçamento visual duradouro (em média, de 6 a 8 horas de duração);
  • Presença de acompanhante maior de 18 anos é opcional não obrigatória.
  • Durante o exame, são feitas fotografias repetidas do fundo de olho que utilizam flash, e podem causar desconforto e fotofobia.
  • Não há a necessidade de suspensão de qualquer medicação e/ou de colírios.

EQUIPAMENTOS:

retinografo

Retinógrafo Digital Midriático de alta resolução (TOPCON 50-EX com sistema Digital da Canon)

CMBR
HOBR
DAY
hospital_olhorodape_15
BEIRARIO
GASTROS